08.10.15


Este é o Urbitandem! Tendo a vida urbana como fio condutor, aqui serão abordados os temas que a compõem, tais como urbanismo, espaço público, mobilidade, habitação e outros usos, finanças, meio ambiente, participação, arte urbana, patrimônio e muitos outros.

16.03.16


Conheci o Alexandros Washburn em 2011. Ele era um dos palestrantes em um seminário em São Paulo e lá estava eu, fascinada por sua habilidade de explicar de maneira tão simples meu cotidiano como urbanista no poder público. Ele nos apresentou seus três “chefes” – Frederick Law Olmsted, Jane Jacobs e Robert Moses – e tratou didaticamente das complexidades de nosso trabalho. Naquele dia, ele inspirou muitos profissionais da plateia, inclusive eu.

20.05.16


Uma das maiores surpresas que já vivenciei em uma viagem foi conhecer o projeto Madrid Río, em 2012. O fantástico parque linear nas bordas do rio Manzanares havia sido inaugurado recentemente e eu ainda não tinha lido muito a respeito do projeto ou tido contato com imagens do mesmo. Aliás, a cidade se desenvolveu tão alheia a seu rio que muita gente nem sabia que ele existia ali, diferentemente de Paris e Londres, por exemplo.

16.06.16

2


Com a inauguração do VLT Carioca veio à tona um debate esperado: o compartilhamento do espaço público. A novidade traz consigo o medo do conflito e parece até que o modal nunca fora utilizado no Brasil. A tecnologia pode até ser nova, mas o convívio entre bondinho, veículos motorizados, pedestres e ciclistas já fez parte do cotidiano do Rio de Janeiro - e foi sendo substituído pelos ônibus por sua flexibilidade de implantação e de cobertura. O sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT) projetado para a capital carioca tem 28 km de extensão, dos quais 18 km já estão em operação. Integra-se aos outros modais de transporte público, como ônibus, BRT, metrô, trens e barcas.   

08.10.16


Hoje faz um ano que lancei o Urbitandem no Facebook. Um ano passa rápido. Eu estava gravidíssima, 37 semanas de gestação. O Bernardo podia nascer a qualquer momento, mas ainda quis esperar vinte dias.

11.04.18


Tenho muita dificuldade em entender motoristas que não valorizam os pedestres, mesmo que seja por egoísmo. Afinal, um pedestre pode representar um carro a menos disputando espaço neste trânsito maluco que temos em grandes cidades. E sabemos que eles não são poucos: segundo a ANTP, 36,5% das viagens no país eram feitas a pé em 2014. Os ciclistas representavam outros 4,1%, somando 40,6% das viagens em transporte não motorizado, ou transporte ativo. Já imaginou se esse povo todo decidisse se deslocar de carro também? 

25.05.18


Cantinho do Céu, em São Paulo, Brasil (Boldarini Arquitetura e Urbanismo)  

  Maria Teresa Diniz     urbitandem@urbitandem.com.br